Repolho Ornamental (Brassica oleracea)

Apesar de parecer mais uma alface, o repolho ornamental é de fato um repolho, sendo inclusive da mesma espécie do repolho que comemos, mas essa variedade não possui uma “cabeça”. Com folhas muito coloridas e com texturas bastante rugosas, a planta dá cor a jardins e também dá textura aos locais onde está plantada. Suas folhas podem ser da cor roxa, rosa, verde ou branca, e a planta fica em média com 30 a 50 cm de altura. O ideal é que seu plantio seja feito anualmente, já que a planta não ficará mais bonita após esse período, por se tratar de uma planta anual.

Onde deixar ou plantar?
O repolho ornamental pode ser plantado tanto em vasos quanto diretamente no solo. O mais importante é que a planta precisa ficar em um local que pegue muito sol direto. Quanto mais sol, melhor. Você pode deixar o vaso dentro de casa por pequenos períodos, mas o ideal é que o vaso seja mantido do lado de fora da casa, ou ao menos em uma sacada com sol.

Este repolho pode ser plantado em vários climas diferentes, mas se dá melhor em locais mais frios, com temperaturas mais amenas ao longo do ano. A terra ideal deve ser fértil, com boa quantidade de matéria orgânica, e com boa drenagem, evitando o acúmulo de água.

Como cuidar?
O ideal é regarmos bastante quando o solo estiver seco, evitando regar com uma frequência muito alta. Você pode aplicar bastante água quando for regar, só evitando deixar a terra inundada por muito tempo, o que poderia matar as raízes da planta.

Se desejar, você poderá remover as folhas mais velhas que já estiverem mortas, sem que isso prejudique o desenvolvimento da planta como um todo.

Posso cozinhar com esse repolho?
Em tese ele não é tóxico, mas sua produção comercial pode ter utilizado agrotóxicos que não são aprovados para uso alimentício. Por isso, recomendamos que você não coma as plantas adquiridas de viveiros comerciais. Além disso, as folhas são bastante duras, e não são utilizadas para o preparo de alimentos.

Como reproduzir?
Geralmente são reproduzidos através de sementes, que são plantadas em bandejas. As mudas mais fortes são então transferidas para vasos maiores, ou plantadas no solo.

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email