Pata-de-elefante (Beaucarnea recurvata)

Pata-de-elefante

Pata-de-elefante

Originária do México, ela é vendida normalmente em vasos como planta de interior, a pata-de-elefante pode alcançar de 3 a 5 metros quando plantada no solo. Com aparência exótica, devido ao seu tronco gordo na base, a planta geralmente chama a atenção nos jardins, podendo ser plantada isolada ou em pequenos grupos. Apesar da aparência que lembra uma palmeira, ela não é uma, sendo a sua base maior devido à água armazenada no caule. Por isso, a pata-de-elefante tolera certa negligência nas regas, suportando também estiagens mais longas.

De fácil cultivo, exige pouca ou nenhuma manutenção. Existem plantas masculinas e plantas femininas, sendo as sementes produzidas somente nas plantas femininas. Prefere regiões com temperaturas médias a altas, e com baixa umidade relativa do ar.

Cultivo
Pode ser plantada diretamente no solo ou deixada em vasos, sob sol pleno. Quando mantida em vasos, devemos trocar para vasos maiores a medida que a planta cresce, evitando que suas raízes estourem o vaso. Mesmo nos ambientes internos, a planta exige bastante sol direto, devendo ser deixada sempre próxima a janelas ou em sacadas.

A planta é muito rústica, mas pode morrer se a regarmos em excesso, gerando o apodrecimento das suas raízes e caule. Regue somente quando a terra estiver bastante seca. Na natureza, ela sobrevive em ambientes que podem ficar até um mês sem chover. Caso as folhas novas estejam crescendo amareladas, você provavelmente a regou demais, matando parte das suas raízes.

Sua reprodução é feita basicamente pelas sementes geradas nas plantas femininas. No entanto, elas raramente florescem em casa, sendo a compra da muda pronta ainda a melhor opção.

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email