Plantas crescem com lâmpadas?

Na natureza, as plantas sempre sobreviveram, cresceram e se reproduziram com a luz do sol, mas dependendo de onde deixamos as plantas, elas simplesmente não conseguem pegar sol nenhum. No entanto, as plantas precisam fazer um processo chamado de fotossíntese para produzir o seu alimento e se manter, e esse processo precisa de luz para que venha a acontecer. A luz artificial pode funcionar para substituir ou complementar a luz natural, mas há poréns.

Plantas crescem com luz artificial, desde que em quantidade e qualidade suficientes.

Plantas precisam de luz para fazer a fotossíntese, ou seja, elas precisam da energia da luz para gerar a sua própria energia. Essa energia, independente de vir do sol ou de uma lâmpada, precisa chegar às folhas da planta para que ela se mantenha viva e cresça. No entanto, a luz branca é formada por um conjunto de cores, mas as plantas não utilizam todas as cores para fazer a fotossíntese. As faixas de cores mais usadas pelas plantas variam do azul ao vermelho.

Quem usa lâmpadas para cultivar plantas?
Sem dúvidas, a luz do sol possui a melhor composição para o crescimento das plantas. A luz artificial é usada para crescer plantas em plantios urbanos ou em prédios, como nas estufas urbanas que vem crescendo no Japão. É comum vermos muros verdes ou plantas decorativas dentro de estabelecimentos ou salas de estar pouco iluminados naturalmente, o que torna necessário o uso da luz artificial. Outro uso bastante comum das iluminações artificiais é para o plantio de maconha, que por ser ilegal na maior parte do mundo, alguns optam por plantar em locais fechados, fora das vistas da fiscalização.

O que cresce melhor em luz artificial?
Como a iluminação normal por lâmpadas é muito menos intensa que a luz do sol, quase sempre é recomendável que se utilizem plantas que se dão bem com ambientes mais escuros. Algumas plantas que se adaptam aos ambientes que só contam com a luz artificial são o lírio-da-paz, a espada-de-são-jorge, e as dracenas.

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email