Para que colocar cal no jardim?

Muitos jardineiros aplicam cal nos jardins, mas mesmo eles normalmente não sabem muito bem para que isso serve. A aplicação de cal, também chamada de “calagem” tem a função de corrigir a acidez do solo, e te explicaremos neste artigo como isso interfere na planta, e como isso é (ou deveria) ser feito.

Cal hidratada usada em jardins.

O que é a acidez do solo?
A terra dos jardins pode ser mais ácida ou mais básica (ou alcalino), ou até mesmo neutra. Para você se localizar, o ácido é o que torna o limão azedo, e o básico é o que dá alguns sabores mais amargos nos alimentos (não estamos falando do solo, mas sim do suco!). A acidez dos solos é medida pelo seu pH, que pode variar de 1 a 14, sendo que quanto mais baixo o número, mais ácido, e quanto mais alto, mais básico. O pH nada mais é que a quantidade de Hidrogênio que existe na terra do jardim, o que pode parecer estranho, mas a quantidade dele faz toda a diferença. Em geral, os solos do Brasil são ácidos, ou muito ácidos.

A cal é muito básica (alcalina), e ela neutraliza aos poucos a acidez do solo. Quando colocamos cal, o hidrogênio se reduz, e o chamado pH passa a ficar mais alto, deixando o solo menos ácido.

No que a acidez interfere nas plantas?
No solo o que interessa não é o sabor (claro), o que importa é que os nutrientes e toxinas na terra se comportam de forma diferente em cada acidez. Cada planta prefere uma acidez diferente, mas em geral a maioria das plantas prefere uma terra levemente ácida. Poucas plantas crescem bem em solos mais alcalinos (básicos) ou neutros.

Jardins com a acidez controlada ficam mais viçosos.

O que muda de um pH (acidez) a outro é basicamente a disponibilidade dos nutrientes para as raízes das plantas absorverem. Ou seja, se o solo for ácido demais, você pode encher a terra de Fósforo e Potássio, mas a planta não conseguirá absorver esses nutrientes. Além disso, se o solo for muito ácido, o Alumínio do solo, que é tóxico, é absorvido pelas plantas em grandes quantidades, o que pode deixar a planta um pouco “doente”, atrasando o seu desenvolvimento.

Então devo aplicar bastante cal para isso não ocorrer, certo?
De jeito nenhum! Aplicar cal demais pode deixar o solo alcalino demais, o que torna alguns nutrientes essenciais indisponíveis, como o Ferro e o Manganês, o que geraria uma deficiência nas plantas. Além disso, a planta poderia absorver quantidades muito grandes de Molibdênio, o que pode causar toxidez nas plantas, deixando-as igualmente “doentes”.

O que faz o solo ficar ácido?
A terra fica ácida devido a vários fatores, mas os principais são a decomposição de matéria orgânica, as regas e chuvas, além das características próprias da argila do solo.

Quanta cal aplicar no solo?
Antes de aplicar cal no solo, é necessário fazer um teste de acidez, o que quase ninguém faz na jardinagem do Brasil. Basicamente, para aplicar cal você precisa saber bem o que está fazendo. Aqui no Brasil a regra dos jardineiros é: “chute uma quantidade, e considere que a terra está sempre ácida.” Mas em geral, a terra brasileira fica realmente levemente mais ácida a cada ano que passa, mas quantidade de cal a ser aplicada depende de uma medição mais precisa.

Se você está na dúvida, aplique quantidades muito pequenas de cal na terra a cada ano, e observe como as plantas se comportam. Jogar cal demais pode arruinar o seu jardim.

Fontes (em inglês):
http://www.finegardening.com/four-things-you-need-know-about-soil-ph
http://www.smart-fertilizer.com/articles/soil-acidity

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email