Cravina – Dianthus chinensis

Cravina

Cravina

Nome popular: Cravina.
Nome científico: Dianthus chinensis L.
Família: Caryophyllaceae.
Origem: Ásia e Europa.

A Cravina é uma planta herbácea, anual, com 30 a 40 cm de altura. Ela possui flores solitárias, simples, de cores vermelhas, róseas, arroxeadas, brancas ou com mesclas de cores. Sua principal característica são as pétalas largas com bordas serrilhadas, presentes nas suas flores, que geralmente surgem no verão. As mini-rosas são as plantas ideais para acompanhá-las nos jardins.

É muito utilizada em jardins, em maciços e bordaduras, criando um efeito campestre. Seu uso em ambientes internos é muito restrito, devido à necessidade de sol direto.

Como cuidar: A cravina cresce bem em sol pleno em locais mais frios, e prefere locais com sombra à tarde em locais mais quentes. A planta aprecia o frio do sul do país, sendo lá a região mais adequada ao seu cultivo.
Deixe o solo secar levemente antes de regar novamente, mantendo o solo úmido.

Na realidade, a planta pode durar mais de 1 ano, mas devemos tratá-la como anual, renovando os canteiros todos os anos para que ela fique sempre bonita.

Como reproduzir: Multiplica-se por sementes, que devem ser postas para germinar no período do outono-inverno, para florescerem nos meses de inverno e primavera. A germinação deve ocorrer em torno de 7 dias. Transplante ao local definitivo de 18 a 25 dias após a germinação.

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email