Como fazer um terrário fechado? (eterno)

Veja também o vídeo: Montando um terrário eterno (fechado) 
Os terrários são originalmente potes de vidro selados, sem entrada nem saída de ar. Para que eles vivam, eles não precisam ser regados, nem abertos, em nenhum momento.
Aqui você vai aprender como montar um terrário com o princípio original, assim como ele foi criado na Era Vitoriana Inglesa. É como se fosse um mini planeta, com atmosfera, água e vida próprios.

Terrários devem ficar em vidros selados.

Colete ou compre plantas para o terrário.

A primeira coisa que você precisa fazer é conseguir as plantas para colocar no seu terrário. Para mim, uma presença obrigatória é o musgo (Aqueles que crescem nas florestas, e nos cantos mais úmidos dos quintais e estufas). Se você não tiver musgos em casa, e não encontrar na rua, você pode encontrar a venda em algumas lojas de plantas. Só lembre que as plantas devem ser pequenas, mesmo quando crescidas.

Se puder, colete plantas no jardim. Se não tiver, compre em um loja.

Colete terra, ou use substrato.
Você também precisa conseguir terra para colocar no seu terrário. O ideal é você coletar terra com bastante matéria orgânica, que são restos de folhas e galhos decompostas. 
Você também pode usar terra vegetal comprada, que também vai funcionar.

Escolha o pote e limpe-o.
O pote para ser usado pode ser de diversos tamanhos e tipos. O importante é que sejam de vidro, e que tenham tampa hermética, ou seja, vedada.

Limpe bem o pote, pois depois de pronto será bem difícil limpar.

Antes de começar a montar o terrário, é importante que você lave com água e sabão o pote, e passe um pano com álcool para eliminar qualquer impureza de gordura que possa estar acumulada no vidro.

Coloque pedras de drenagem.
Coloque uma camada de pedriscos para garantir a drenagem da água que ficar em excesso. Essas pedras vão servir como um lençol freático para o seu mini ambiente. Se você não colocar essas pedras, a terra provavelmente ficará encharcada demais constantemente, podendo matar as suas plantas. O ideal é que a camada tenha de 1 a 2 centímetros, no mínimo.

Depois de colocar as pedras de drenagem, coloque uma manta cortada.

Coloque uma manta de bidim.
Coloque uma manta para vasos, ou uma tela fina (pode ser até mosquiteiro), ou mesmo um pedaço de pano velho. Corte um pouco menor que o diâmetro do pote, para ele não ficar aparecendo depois de pronto. Essa manta serve para manter a terra ou substrato separados das pedras de drenagem. Sem essa manta, com o tempo, a terra tende a entrar nos vãos entre as pedras e a terra poderá acabar sempre encharcada.

Coloque a terra ou substrato.
Coloque a terra sobre a manta aos poucos, formando uma camada de terra suficiente para as raízes das suas plantas. Só lembre de deixar espaço suficiente vazio para que as suas plantas possam crescer para cima. Coloque uma leve pressão na terra para que os grandes espaços ocos desapareçam.

Coloque a terra, mantendo espaço para as plantas.

Plante as plantas uma a uma.
Agora plante as plantas que você escolher, comprou ou coletou. Você pode colocar as plantas maiores isoladas. 
Se precisar enterrar, enterre as raízes e pressione levemente a terra em volta. No caso de musgos, coloque o tapete de musgos e pressione bem de leve para ele ficar em contato com a terra.

Plante com cuidado, apertando levemente.

Enfeite o terrário.

Coloque o que desejar para enfeitar.

Depois que você já tiver colocado todas as plantas que queria, chegou a hora de decorar. Você pode colocar pedras, cascas de árvores, ou mesmo pequenas miniaturas que você pode comprar pela internet em sites chineses.

Regue o seu terrário com cuidado.
Depois que você terminar, regue o terrário até que escorra um pouco de água sobre as pedras de drenagem. Cuidado para não encher de água, pois será difícil tirar de lá o excesso.

Regue com cuidado para não jogar em excesso.

Limpe o vidro e feche o pote.
Limpe as beiradas do vidro, para tirar os restos de terra que podem ter grudado nas paredes do pote. 
Agora é só fechar o pote, bem fechado. O ideal é que você deixe o pote sempre muito bem vedado, sem abri-lo. É aí que a mágica da biologia acontece.

Feche bem.

No entanto, alguns problemas podem acontecer, e você pode querer abrir o terrário: Você poderá ter de deixar ele um pouco aberto se você perceber que colocou água demais, ou de menos. Se alguma planta começar a crescer descontroladamente, você poderá abrir o pote para poda-la ou arrancá-la.

Interior do terrário.

Deixe em um local bem iluminado.

O local deve ser bem iluminado, mas sem muito sol direto.

O importante agora é deixar o seu terrário em um local bem iluminado, mas sem luz solar direta, pois o terrário viraria uma estufa, e ficaria quente como o interior de um carro no sol. A luz é necessária para as plantas fazerem fotossíntese, o que mantém o seu terrário vivo.

 

Facebook
Whatsapp
Google+
Twitter
Follow by Email